Rua Dr. João Clímaco Pereira, 46 - Itaim  Bibi - São Paulo, SP 04532-070

Horário de atendimento de segunda a sexta das 8:00 as 20:00hs

Sábado das 8:00 as 14:00hs

Tel: (011) 3849-0543

Tel: (011) 99458-9106

Todos os Direitos Reservados - IPO - Instituto Paulista de Otorrinolaringologia

EXAMES E CIRURGIAS

Cirurgias

A IPO dispõe de um corpo clínico especializado e capacitado para realizar as principais cirurgias e tratamentos relacionados aos problemas de ouvido, nariz e garganta. Os procedimentos cirúrgicos são realizados após rigorosa avaliação e somente quando muito necessários. 

O diferencial da IPO (Instituto Paulista de Otorrinolaringologia) é que toda a nossa equipe é especializada no tratamento de:

  • Adenoamigdalectomia

Cirurgia realizada para retirada da adenóide e das amígdalas palatinas. 
Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição. 

  • Adenoidectomia

Cirurgia realizada para a retirada da adenóide. 
Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição.

 

  • Amigdalectomia

Essa cirurgia é realizada no tratamento da amigdalite de repetição, nela as amígdalas são retiradas.

Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição.
 

  • Estapedectomia

É realizada no tratamento da Otosclerose que provoca a fixação (endurecimento) do estribo (osso localizado na orelha média). Durante a cirurgia é feita a substituição do estribo prejudicado por uma prótese com formato aproximado.
Principal Indicação: Indicada para o tratamento de algumas perdas auditivas.

 

  • Implante Coclear

Trata-se de uma cirurgia onde é implantado um eletrodo, um 'chip' próximo ao nervo auditivo, para recuperação da audição em casos de surdez total bilateral. A principal indicação é para crianças que tenham nascido com surdez total ou adultos que tenham tido perda recente da audição. Todos os casos de surdez são avaliados através de exames audiológicos e de avaliação fonoaudiológica, para se decidir sobre a indicação do implante.
Principal Indicação: Indicado para perdas auditivas profundas.

 

  • Microcirurgia de Laringe

Cirurgia realizada por via oral, não invasiva, para retirada de lesões das cordas vocais.
Principal indicação: Indicada para retirada de pólipos, cistos e nódulos (calos) nas cordas vocais. 

 

  • Policeptomia

Cirurgia realizada por via endoscópica, para retirada de lesões das cordas vocais.
Principal indicação: Indicada para a retirada de pólipos, cistos e nódulos (calos) nas cordas vocais. 


 

  • Redução de fratura nasal

Este procedimento cirúrgico é indicado para correção de problemas estéticos e funcionais desencadeados por uma fratura nasal.
 

  • Septoplastia

Consiste no alinhamento e/ou centralização do septo nasal através da ressecção (retirada) da cartilagem e osso desalinhados ou em excesso. 
Principal indicação: Indicado para alguns casos de obstrução nasal. 

 

  • Sinusotomia, Etmoidectomia e Antrostomia

São cirurgias realizadas na região dos seios da face que objetivam a desobstrução dos orifícios de drenagem de secreção permitindo melhor ventilação.
Principal indicação: Indicado para o tratamento das sinusites crônicas. 


 

  • Turbinectomia

Reduz o volume excessivo dos cornetos nasais. São cirurgias que objetivam a desobstrução dos orifícios de drenagem de secreção permitindo melhor ventilação, por via endoscópica. 
Principal indicação: Indicada para o tratamento de desobstrução nasal. 


 

  • Timpanomastóidectomia

Trata-se de cirurgia de ouvido realizada para o tratamento de infecções crônicas.
Principal indicação: Indicada para o tratamento de Colesteatoma.

 

  • Timpanoplastia

Essa cirurgia é realizada para reconstruir a membrana timpânica perfurada. A perfuração pode decorrer de otite de repetição não tratada adequadamente ou pode ser traumática (manipulação excessiva do canal auditivo externo). 

  • Tratamento cirúrgico do ronco

Tratamento Cirúrgico do Ronco e da Apnéia do Sono. 
Atualmente contamos com várias técnicas cirúrgicas para esta finalidade. As principais são: 
• Úvulopalatofaringoplastia; 
• Radiofrequência de palato e base de língua; 
• Implantes palatais; 

Principal indicação: Indicado para o tratamento do ronco e para indivíduos apnéicos que não se adaptam ao uso dos aparelhos de pressão positiva (máscaras nasais).

Exames

O IPO (Instituto Paulista de Otorrinolaringologia) utiliza da mais completa infraestrutura para realização de exames médicos, promovendo a solução ideal para você e sua saúde. Através novas tecnologias realizamos exames em diversas áreas da medicina auxiliando médicos no diagnóstico e prevenção de doenças, realizamos exame de:

  • Audiometria

É o primeiro teste da bateria básica da avaliação audiológica, avaliando todo o sistema auditivo. Possui papel fundamental no diagnóstico, localizando, identificando o tipo e quantificando o grau de perda auditiva. A indicação do exame é feita a pedido médico, aos pacientes com queixa de perda auditiva, tonturas e zumbidos entre outros sintomas. É realizado em adultos e crianças. 

  • Impedanciometria

Exame utilizado para complementar a audiometria, fornecendo informações objetivas sobre a integridade funcional da orelha média. Assim como a audiometria é realizado em adultos e crianças, após solicitação médica. 

  • Otoneurológico

Exame para avaliar o equilíbrio do paciente. É realizado através do exame vestibular que consiste em vários estímulos ao labirinto e o registro de suas respostas. É indicado pelo médico para pacientes com queixas de tonturas rotatórias ou não, desequilíbrio, instabilidade, deficiência auditiva unilateral e/ou zumbidos.

  • Reabilitação Vestibular

Tratamento eficaz que visa a recuperação funcional do equilibrio corporal. Deve ser realizada por especialista em reabilitação dos disturbios do equilibrio, baseada sempre no diagnóstico otoneurológico e particulares do paciente em questão. Consiste em uma avaliação e posteriormente sessões semanais de exercícios personalizados para cada paciente. O tratamento pode durar de 3 a 4 meses, e o acompanhamento da evolução clínica é fundamental para obtenção do sucesso terapêutico. No final do tratamento, o paciente deve retornar ao seu médico.

  • Processamento Auditivo

Tem por objetivo avaliar habilidades de localização sonora, bem como reconhecimento, compreensão, memória e atenção seletiva dos sons através de uma bateria de testes especiais. 
Através destes é possível verificar como o indivíduo lida com as informações detectadas, ou seja, o que faz com o que ouve.
Realizado em indivíduos com queixas variadas de audição como: falta de entendimento do que ouve, dificuldade de concentração, de atenção e que, em uma avaliação audiológica básica, apresenta audição normal. Com o diagnóstico correto, o paciente é orientado para um programa de reabilitação fonoaudiológica ou recebe outros encaminhamentos. 

  • Emissões Otoacústicas

Realizado para a detecção de alterações auditivas de origem coclear. Consiste em método objetivo, relativamente simples, rápido, não invasivo, o qual dispensa o uso de eletrodos e que pode ser realizado em qualquer faixa etária, ressaltando-se sua aplicação em recém-nascidos.

  • BERA – Pesquisa de potenciais auditivos de tronco cerebral - AuditORY Brainstem Response (ABR)

Indicação: 
• Avaliação da via auditiva até o tronco cerebral
• Diagnóstico diferencial entre alterações cocleares e retrococleares
• Determinação aproximada dos limiares auditivos para pacientes que não colaboram na audiometria tonal convencional 

Exame realizado em neonatos, crianças pequenas e adultos. Não é invasivo, não provoca dor ou desconforto e é feito em sono natural. 

 

  • Nasofibrolaringoscopia Direta (com ou sem Manobra de Müller)

Exame está indicado em doenças como: rinite alérgica, desvio de septo, polipose, entre outras. Ao avaliar a via aérea superior é possível obter informações de grande importância no ronco e na apnéia, detectando os pontos de estreitamento na passagem do ar. Também é realizado para análise de obstrução nasal pela adenóide, principalmente em crianças. 
 

  • Laringoscopia Direta

Exame realizado através de uma fibra óptica flexível ou rígida que tem por objetivo auxiliar na avaliação da anatomia e fisiologia da laringe, descobrir ou confirmar doenças e problemas que acometem essa região, pois permite uma visualização por completo das estruturas da laringe. Pode ser realizado também, em recém-nascidos. 

  • Fibroscopia de Laringe

Exame importante nos pacientes com problemas da deglutição, ronco e apnéia do sono, alterações da voz e naqueles pacientes muito sensíveis à endoscopia realizada pela boca, além de outros. Nas crianças, permite visualizar os adenóides e a laringe. Este exame não causa dor e o desconforto é pequeno.
 

  • Videoendoscopia da Deglutição

Exame possibilita obtenção de importantes informações sobre a anatomia e fisiologia de faringe e laringe, sensibilidade faringo-laríngea, detecção de aspiração laringo-traqueal. É realizado através da administração de bolos alimentares corados com azul de metileno ou anilina comestível, em quantidades e consistências (líquido, líquido engrossado, pastoso, sólido) progressivas. Durante a realização do exame não se utiliza anestesia tópica nasal ou faríngea para não interferir na sensibilidade local e, consequentemente, no reflexo da deglutição. Procede-se a fibronasofaringolaringoscopia, associada ao oferecimento do bolo alimentar corado. Observa-se o controle oral do bolo em relação a contenção e propulsão, a deflagração do reflexo de deglutição, a sensibilidade laríngea e os reflexos protetores de tosse e engasgo, o fechamento glótico, o clareamento salivar e alimentar, a presença de resíduo alimentar após a deglutição, a ocorrência de penetração alimentar na região laríngea, assim como a ocorrência de aspiração laringo-traqueal.

Cirurgias

O IPO dispõe de um corpo clínico especializado e capacitado para realizar as principais cirurgias e tratamentos relacionados aos problemas de ouvido, nariz e garganta. Os procedimentos cirúrgicos são realizados após rigorosa avaliação e somente quando muito necessários. 

O diferencial da IPO (Instituto Paulista de Otorrinolaringologia) é que toda a nossa equipe é especializada no tratamento de:

  • Adenoamigdalectomia

Cirurgia realizada para retirada da adenóide e das amígdalas palatinas. 
Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição. 

  • Adenoidectomia

Cirurgia realizada para a retirada da adenóide. 
Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição.

 

  • Amigdalectomia

Essa cirurgia é realizada no tratamento da amigdalite de repetição, nela as amígdalas são retiradas.

Principal indicação: Respiração bucal de suplência e infecções de repetição.
 

  • Estapedectomia

É realizada no tratamento da Otosclerose que provoca a fixação (endurecimento) do estribo (osso localizado na orelha média). Durante a cirurgia é feita a substituição do estribo prejudicado por uma prótese com formato aproximado.
Principal Indicação: Indicada para o tratamento de algumas perdas auditivas.

 

  • Implante Coclear

Trata-se de uma cirurgia onde é implantado um eletrodo, um 'chip' próximo ao nervo auditivo, para recuperação da audição em casos de surdez total bilateral. A principal indicação é para crianças que tenham nascido com surdez total ou adultos que tenham tido perda recente da audição. Todos os casos de surdez são avaliados através de exames audiológicos e de avaliação fonoaudiológica, para se decidir sobre a indicação do implante.
Principal Indicação: Indicado para perdas auditivas profundas.

 

  • Microcirurgia de Laringe

Cirurgia realizada por via oral, não invasiva, para retirada de lesões das cordas vocais.
Principal indicação: Indicada para retirada de pólipos, cistos e nódulos (calos) nas cordas vocais. 

 

  • Policeptomia

Cirurgia realizada por via endoscópica, para retirada de lesões das cordas vocais.
Principal indicação: Indicada para a retirada de pólipos, cistos e nódulos (calos) nas cordas vocais. 


 

  • Redução de fratura nasal

Este procedimento cirúrgico é indicado para correção de problemas estéticos e funcionais desencadeados por uma fratura nasal.
 

  • Septoplastia

Consiste no alinhamento e/ou centralização do septo nasal através da ressecção (retirada) da cartilagem e osso desalinhados ou em excesso. 
Principal indicação: Indicado para alguns casos de obstrução nasal. 

 

  • Sinusotomia, Etmoidectomia e Antrostomia

São cirurgias realizadas na região dos seios da face que objetivam a desobstrução dos orifícios de drenagem de secreção permitindo melhor ventilação.
Principal indicação: Indicado para o tratamento das sinusites crônicas. 


 

  • Turbinectomia

Reduz o volume excessivo dos cornetos nasais. São cirurgias que objetivam a desobstrução dos orifícios de drenagem de secreção permitindo melhor ventilação, por via endoscópica. 
Principal indicação: Indicada para o tratamento de desobstrução nasal. 


 

  • Timpanomastóidectomia

Trata-se de cirurgia de ouvido realizada para o tratamento de infecções crônicas.
Principal indicação: Indicada para o tratamento de Colesteatoma.

 

  • Timpanoplastia

Essa cirurgia é realizada para reconstruir a membrana timpânica perfurada. A perfuração pode decorrer de otite de repetição não tratada adequadamente ou pode ser traumática (manipulação excessiva do canal auditivo externo). 

  • Tratamento cirúrgico do ronco

Tratamento Cirúrgico do Ronco e da Apnéia do Sono. 
Atualmente contamos com várias técnicas cirúrgicas para esta finalidade. As principais são: 
• Úvulopalatofaringoplastia; 
• Radiofrequência de palato e base de língua; 
• Implantes palatais; 

Principal indicação: Indicado para o tratamento do ronco e para indivíduos apnéicos que não se adaptam ao uso dos aparelhos de pressão positiva (máscaras nasais).